10 de mar de 2011

Seu Bolso: Remédio subirá até 6%

Fonte: O Dia Online


Governo autoriza o reajuste que entra em vigor após o próximo dia 31 em todo o País

Rio - Mais de 18 mil medicamentos terão os preços reajustados em até 6% a partir do mês que vem. A previsão  é da Associação Brasileira da Comércio Farmacêutico (ABCFarma). A autorização para o aumento foi dada ontem pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed). O reajuste será concedido de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos últimos 12 meses. O percentual oficial só deve ser divulgado hoje. As listas com os preços dos remédios reajustados só serão enviadas pelos laboratórios à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no fim do mês.

Fitoterápicos, homeopáticos e remédios vendidos sem a exigência de receita médica não estão incluídos. Os reajustes serão divididos ainda em três faixas, levando em conta a participação de cada produto no mercado. Os mais vendidos terão aumentos maiores. O reajuste autorizado pelo governo é opcional. Laboratórios podem aplicar percentual menor ou não aumentar.

O aposentado Francisco Nunes Turrão, 75 anos, sempre sente no bolso os reajustes dos preços de remédios, como antibióticos e controladores de pressão. “Fazer o quê? Tudo aumenta. Para fugir dos preços altos eu costumo comprar nas farmácias mais baratas. É o melhor”, aconselha.
IPCA - Medidor oficial da inflação, variou 5,99% no último ano. Mas nem todos os fabricantes vão reajustar por este teto.
MENOS VENDIDOS - Esses serão os com os menores aumentos. Produtos mais vendidos serão os que vão ficar mais caros.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br