16 de jun de 2011

Edmundo é preso em São Paulo

Fonte: O Dia Online


Denúncia anônima leva policiais a um flat. Ex-jogador não resiste à prisão

São Paulo - O ex-jogador e atual comentarista esportivo Edmundo, que estava foragido após ter um mandado de prisão expedido no Rio de Janeiro, foi encontrado e preso, na madrugada desta quinta-feira, em um flat na Rua Amauri, Zona Oeste de São Paulo, após uma denúncia anônima. Ele foi encaminhado para a 3ª Delegacia Seccional, em Pinheiros.
foto materia principal
Carro de Edmundo totalmente destruído: Três pessoas morreram e outras três ficaram feridas no acidente | Foto: Banco de Imagens
Ainda durante a madrugada o jogador prestou depoimento ao delegado Eduardo Castanheira - terminou por volta de 4h30 e realizou exames de corpo de delito. Ele será mantido em uma carceragem da delegacia de Pinheiros até a chegada de policiais civis da Polinter, que têm a missão de conduzir o jogador de volta para o Rio de Janeiro.

Edmundo foi preso após denúncia anônima e em um flat em São Paulo. O ex-jogador estava dormindo quando os agentes chegara, não resistiu e seguiu com eles até Pinheiros. Até a manhã desta quinta-feira, o Animal só havia comido um chocolate, levado à DP por um advogado paulista.
O advogado de Edmundo, Arthur Lavigne, informou que ainda não entrou com o pedido de habeas corpus por ter tomado conhecimento da processo apenas na quarta-feira. Ele disse que entrará com o dispositivo no início da tarde de hoje.
Na tarde de quarta-feira, 12 agentes da Polícia Civil estiveram em quatro endereços registrados em nome de Edmundo no Rio, mas ele não foi localizado. As buscas chegaram a ser interrompidas temprariamente, segundo o delegado da Divisão de Homícidios, Rafael Willis.
Em um dos endereços, foi encontrada a mulher de Edmundo que afirmou não saber onde o ex-craque tinha ido depois de passar pelo local ainda pela manhã.

Relembre o casoNa madrugada do dia 02 de dezembro de 1995, Edmundo e alguns amigos seguiram para a boate Sweet Home, na Lagoa, Zona Sul, onde encontraram Joana Martins Couto, 16, e sua amiga Déborah Ferreira da Silva, então com 21 anos. Como Joana não pode entrar na boate, seguiu com Edmundo até o bar El Turfe, na Gávea. Na esquina da avenida Borges de Medeiros com a rua Batista da Costa, na Lagoa, o Cherokee do atacante se chocou com o Fiat Uno cinza dirigido por Carlos Frederico Pontes, 24. O carro de Edmundo capotou várias vezes e ficou com as rodas para o ar, enquanto o Fiat foi jogado a uma distância de 30 metros e colidiu com um poste. Carlos Frederico morreu na hora. A namorada dele, Alessandra Cristina Perrota, 20, e Joana morreram algumas horas depois, no hospital Miguel Couto. Na ocasião, Déborah quebrou a bacia, a quinta vértebra da coluna e quase ficou paraplégica. Além das duas amigas, também estavam no carro do ex-jogador o empresário Marckson Gil Pontes, 31, e a estudante Roberta Campos, 19. Os dois ficaram levemente feridos, assim como Natasha Marinho Ketse, 19, que estava no Fiat Uno.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br