20 de jun de 2011

O recomeço pelas mãos do AfroReggae

Fonte: O Dia Online


Foragido da Justiça do Paraná, acusado de tráfico se entrega no Rio para cumprir pena

POR MARIA INEZ MAGALHÃES
Rio - ‘Segui com coragem. Segui na esperança que eu ia conseguir’. Os versos iniciais da música ‘Parti na Humildade’, escrita ainda na prisão pareciam prever o futuro de César Diórgenes Corrêa, 32 anos. Foragido de Curitiba, no Paraná, ele se entregou à Justiça carioca sexta-feira, com a ajuda do AfroReggae.
A decisão de voltar à cadeia ocorreu após César assistir mês passado ao programa ‘Caldeirão do Huck’, da TV Globo, com a história de Luciano Barbosa da Silva, o Lulinha, ex-traficante. “Tocou meu coração quando o Luciano Huck aconselhou que quem estivesse foragido se entregasse porque é possível ter uma vida diferente. Eu poderia ter desligado a TV, mas aquilo me prendeu. Tinha medo de me entregar, por isso procurei o AfroReggae”, lembrou César, cuja pena termina em outubro de 2012.

Idealizador e coordenador do projeto Empregabilidade, do AfroReggae, Norton Guimarães, que participou do programa de TV, foi quem levou César ao juiz da Vara de Execuções Penais, Carlos Eduardo Figueiredo.

O projeto Empregabilidade também transformou a vida de Rodrigo Ferreira da Silva, 21 anos, no primeiro ex-detendo a se tornar funcionário da Defensoria Pública do Rio. Condenado por assalto, ele está em liberdade condicional. “Quem sabe serei um defensor”, sonha ele.
“Oportunidade ajuda a ressocializar”, disse o defensor público-geral, Nilson Bruno Filho. “É sempre um orgulho e emoção ajudá-los. Me vejo nesses meninos”, disse Norton, que ficou preso 12 anos por assalto.


Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br