21 de fev de 2011

Carnaval 2011: Bloco 'Calma, Calma, Sua Piranha' estreia carro alegórico em Botafogo

Fonte: G1// RJ


Alegoria com símbolo do bloco custou R$ 1,5 mil, segundo organizadores.
Cerca de 900 foliões se esbaldaram pelas ruas do bairro da Zona Sul do Rio.r

Gustavo, um dos diretores do bloco (à esquerda), posa com foliões em frente ao carro alegórico com o peixe piranha sorridente. (Foto: Bernardo Tabak/G1)Gustavo, um dos diretores do bloco (à esquerda), posa com foliões em frente ao carro alegórico com o peixe piranha sorridente (Foto: Bernardo Tabak/G1)
No sexto ano de desfile, o bloco "Calma, Calma, Sua Piranha" resolveu trazer uma inovação para a Rua Visconde de Caravelas, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, na tarde deste domingo (20): um pequeno carro alegórico, em formato de peixe piranha, com um imenso sorriso estampado em uma boca ao estilo Rolling Stones.
Marmanjos fantasiados de bailarinas executam um desajeitado passo de balé. (Foto: Bernardo Tabak/G1)Marmanjos fantasiados de bailarinas executam um desajeitado passo de balé (Foto: Bernardo Tabak/G1)
“A gente conseguiu várias doações e um artesão de uma escola de samba fez para o bloco. A piranha é de fibra de vidro, custou R$ 1,5 mil, pesa uns 30 quilos e precisa de apenas uma pessoa para puxá-la pela rua”, explicou o administrador de empresas Gustavo Lima de Azevedo, de 28 anos, um dos diretores do bloco.
O bloco tomou a Rua Visconde de Caravelas, em Botafogo. (Foto: Bernardo Tabak/G1)O bloco tomou a Rua Visconde de Caravelas, em Botafogo (Foto: Bernardo Tabak/G1)
Uma das curiosidades do bloco, criado por cinco amigos que se conhecem desde a infância, é o insólito nome. “Tem um vídeo na internet onde o apresentador Silvio Santos fala em um dos programas de calouros: ‘Calma, calma, sua piranha!’”, conta Azevedo. “Um amigo do trabalho achou tão engraçado que resolvemos criar um bloco com esse nome”, complementa.
Marcos Wolf curte o bloco com o chapéu de piranha. (Foto: Bernardo Tabak/G1)Marcos Wolf curte o bloco com o chapéu de piranha
(Foto: Bernardo Tabak/G1)
Difícil foi encontrar, entre os cerca de 900 foliões que participaram do desfile, segundo os organizadores, uma pessoa que soubesse a origem do nome do bloco. “Não faço a menor ideia”, admitiu o gerente comercial Marcos Wolf, de 51 anos, que estava com um curioso chapéu de piranha na cabeça. “Foi uma feliz coincidência! Pedi para os meus filhos trazerem uma lembrança dos Estados Unidos e me trouxeram essa piranha”, contou Wolf, que não teve dúvidas de onde iria estrear o presente. “É o segundo ano que venho, pois é um bloco muito divertido”, finalizou.

Um comentário:

Aninha disse...

onde consigo ver as fotos tiradas no bloco??

BlogBlogs.Com.Br