15 de mar de 2011

Segurança: Secretaria afasta policiais de UPP após confusão no Morro dos Macacos

Fonte: G1 / RJ


Cinco pessoas ficaram feridas e cinco foram detidas após tumulto, diz Seseg.
Segundo morador, comunidade revoltada tombou e apedrejou carros.

Do G1 RJ
A ação de quatro agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro dos Macacos, na Zona Norte do Rio, em uma festa no alto da favela causou a revolta de alguns moradores da comunidade na madrugada desta segunda-feira (14).
Segundo um morador que não quis se identificar, por volta da meia-noite de segunda, foram ouvidos gritos e tiros vindo da Rua Corrêa de Oliveira, um dos acessos à favela. Policiais da UPP foram deslocados para o local a fim de garantir a segurança da região.

Procurada pelo G1, a Secretaria de Segurança Pública (Seseg) informou que quatro soldados da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), do Morro dos Macacos, estão sendo ouvidos na Corregedoria da Polícia Militar por terem se envolvido numa confusão com um grupo que participava de uma festa na madrugada desta segunda-feira.
De acordo com a Seseg, os policiais efetuaram três disparos, após terem sido agredidos por alguns dos participantes da festa, que estava sendo realizada na Rua Silva Pinto, esquina com Rua Corrêa de Oliveira. Ainda segundo a Secretaria, cinco pessoas foram feridas sem gravidade por estilhaços de vidro provocados por um dos disparos. Já um soldado foi ferido na mão, após ter sido agredido com uma garrafa, informou a polícia.
A Secretaria disse ainda que cinco pessoas foram detidas e encaminhadas para a 20ª DP (Vila Isabel). De acordo com o delegado da 20ª DP (Vila Isabel), Rodolfo Waldeck Penco Monteiro, os cinco foram detidos sob suspeita de desacato e liberados nesta segunda-feira.
A informação sobre o tumulto foi passada por leitores por meio do VC no G1.
'Fora UPP', gritaram manifestantes
De acordo com o morador, assim que os agentes deixaram o local, um grupo de 30 pessoas desceu a rua gritando palavras de ordem. "Eles desceram gritando 'Fora UPP', portando paus e pedras, e as tacando contra carros que estavam estacionados", disse ele.

Carro foi tombado por moradores revoltados no Morro dos Macacos (Foto: E. Russo/Vc no G1)
Moradores ficaram assustados com o teor da 
manifestação (Foto: Vc no G1)
Ainda de acordo com os moradores, os manifestantes tombaram dois carros que estavam abandonados nas ruas Senador Nabuco e Souza Franco, respectivamente.
"Já era tarde da noite e várias pessoas desceram assustadas, querendo saber o que tinha acontecido", contou o morador, que disse ainda que este é o primeiro tumulto deste tipo na região. "Desde a UPP, é a primeira vez que vejo acontecer algo assim."
Policiais ficarão afastados
A Secretaria de Segurança Pública informou ainda que durante as investigações, os policiais ficarão afastados de suas funções. O comandante de Polícia Pacificadora, coronel Robson Rodrigues, esteve no local, durante a madrugada.

"Houve erros de ambas as partes. Os policiais foram agredidos, mas o policial de UPP é treinado para usar outros métodos de mediação de conflito que não o tiro por arma de fogo", disse o coronel.
Ainda segundo a Secretaria, os policiais foram ao local, atendendo a solicitação de outros moradores, para pedir que o som da festa fosse reduzido.
Confursão na Cidade de Deus
Na última sexta-feira (11), os policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, flagrados por um fotógrafo morador da comunidade fazendo disparos para o alto durante um tumulto numa festa na comunidade, foram afastados de suas atividades.

Segundo a PM, eles foram identificados nas imagens registradas. O caso ocorreu na madrugada de quarta-feira de cinzas (9), durante uma festa de carnaval. Segundo o fotógrafo, um dos PMs chegou a quebrar a máquina fotográfica com a qual ele registrava a confusão.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br