18 de abr de 2011

A dengue

Fonte: O Dia Online


A dengue é uma doença infecciosa, que causa febre, é típica de países de clima tropical ou sub tropical, ou seja, que possuem temperaturas altas. O vírus surgiu na África e chegou ao continente americano no período de sua colonização. Seu nome teve origem em uma palavra espanhola e significa "manha" ou "melindre", devido ao cansaço físico que o paciente sente quando contrai a doença. Acredita-se que o mosquito Aedes aegypti chegou ao Brasil a bordo dos navios que traziam escravos vindos do continente africano e os primeiros casos da doença em solo brasileiro foram registradas em 1685, no Recife. No Rio, o primeiro surto de dengue ocorreu, segundo dados históricos, em 1846.

Só existe uma maneira da doença ser transmitida: através da picada da fêmea do mosquito. Hoje existem quatro tipos de vírus da dengue, classificados como DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. O tipo 1 do vírus também chamado de Infecção Inaparente tem como principal característica a ausência dos sintomas da doença, apesar do paciente ter contraído o vírus através da picada do mosquito. Segundo o Ministério da Saúde, de cada dez pessoas infectadas, apenas duas desenvolvem a doença.

O tipo 2, chamado de Dengue Clássica, é a forma mais comum e mais leve da doença. Apresenta-se, na maioria das vezes, como uma gripe. Suas principais características são febre alta (entre 39º e 40º), dor de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjôos e vômitos ocasionais.

O terceiro tipo do vírus é chamado de dengue hemorrágica e apresenta, incialmente, os mesmos sintomas da Dengue Clássica. Porém, no terceiro ou quarto dia de infecção, o paciente é acometido por hemorragias em regiões do corpo como gengiva, nariz e intestino, entre outros. A doença ataca, na maioria das vezes, quem já foi infectado pelos tipos 1 e 2 do vírus.

O tipo 4 - e mais perigoso, além de raro - é o Síndrome de Choque da Dengue. O principal sintoma é a queda súbita da pressão arterial, além de inquietação e palidez extremos. Além disso, o paciente infectado por este tipo de vírus apresenta alterações neurológicas como delírios, sonolência excessiva, irritabilidade extrema, demência, psicose, amnésia e sinais de paralisia. Caso não seja tratada com extrema rapidez, esse estágio da doença pode levar à morte.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br