18 de abr de 2011

Esportes: Ronaldinho perde pênalti, Fla tropeça no Macaé e pega o Flu na semifinal

Fonte: G1 / RJ


Rubro-Negro empata com o time do Norte Fluminense por 1 a 1 e não aproveita empate do Vasco com o Olaria. Craque vacila aos 49 do 2º tempo

por Richard Souza
Metas traçadas, mas cumpridas pela metade. O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo garantido nas semifinais, mas com a intenção de vencer o Macaé para ter chance de terminar a fase de classificação da Taça Rio na liderança do Grupo A e aumentar a séria invicta para 22 partidas. Faltou pouco para dar tudo certo. Faltou um gol. Um gol de Ronaldinho Gaúcho. O craque do time, vice-artilheiro da equipe na temporada, desperdiçou um pênalti aos 49 minutos da etapa final, no último lance do confronto. O empate por 1 a 1, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, distante cerca de 120 km do Rio, deixa o Rubro-Negro com 16 pontos, na vice-liderança.
O primeiro lugar da chave esteve nas mãos do time de Vanderlei Luxemburgo, já que o Vasco empatou com o Olaria, em Macaé, por 2 a 2, e chegou a 17. Sendo assim, no cruzamento da próxima fase, o Fla enfrenta o Fluminense. Vasco e Olaria jogam mais uma vez na outra semifinal, provavelmente no sábado, já que o clássico deve ser no domingo, no Engenhão.

O Flamengo volta a jogar na próxima quarta-feira, mas pela Copa do Brasil. O time começa a disputa contra o Horizonte-CE nas oitavas de final, às 21h50m (de Brasília), no Engenhão. O Macaé termina em sexto no Grupo B, com oito pontos, e vai se preparar para a estreia na Série C do Brasileirão, em 16 de julho, contra o Marília, em casa.
Sem gols e sem graça

Foi um Flamengo diferente daquele que o rubro-negro está habituado a ver. Vanderlei Luxemburgo mudou meio time. Por obrigação, colocou Ronaldo Angelim no lugar de David Braz, suspenso. Por cautela, preservou os pendurados Léo Moura, Welinton e Willians. Galhardo, Jean e Fierro entraram, respectivamente. O treinador também preferiu poupar Thiago Neves. O camisa 7 ficou no banco, e Darío Bottinelli ganhou uma chance no meio-campo.
Tão tímido quanto nas poucas entrevistas que concede, o argentino esteve discreto em campo. Luta não faltou, mas ainda está distante daquilo que Luxemburgo enxergou no jogador. Foi o técnico quem pediu a contratação de “El Pollo”. Escalado como atacante, Ronaldinho teve de buscar jogo para auxiliar na armação. A primeira boa oportunidade surgiu na bola parada ensaiada, logo aos seis minutos. O camisa 10 cobrou falta da entrada da área, e Jean apareceu de surpresa. A cabeçada parou no goleiro Everton, e a zaga afastou o perigo.
O Macaé adotou uma postura cautelosa. O time do Norte Fluminense procurou ficar com a bola, rondou a grande área do Flamengo e assustou duas vezes em chutes de André Gomes e Johnatan. O primeiro errou a pontaria, e o goleiro Felipe espalmou a tentativa do lateral-direito.
Ronaldinho foi o mais perigoso entre os rubro-negros. Se movimentou bem, auxiliou na marcação, acertou e errou alguns passes, e assustou em chute da entrada da área. Apesar do péssimo estado do gramado do Raulino de Oliveira, ele conseguiu fazer a bola rolar até Deivid no ataque, num lindo lançamento. Everton saiu nos pés do atacante.
O Macaé voltou a incomodar em lance polêmico. Robson chutou cruzado, e Felipe espalmou. Indignado, o goleiro partiu na direção do árbitro para reclamar que o jogo fora interrompido para atendimento médico de Danilo, do Macaé, apenas depois da conclusão do atacante. O camisa 1 acabou punido com cartão amarelo por reclamação.

- É um jogo complicado, o campo não ajuda muito, fica difícil para controlar. A maior dificuldade é encontrar o tempo de bola para acertar um bom passe – resumiu Ronaldinho, na saída de campo.

Ronaldinho, até ele, falha

O descanso de Thiago Neves durou só 45 minutos, período em que Luxa teve paciência com Bottinelli. A chance de Deivid no ataque fora interrompida com o mesmo tempo. Diego Maurício voltou do intervalo no lugar do camisa 9. Sem um homem de área, Thiago, Ronaldinho e Diego se revezaram na linha de frente com boa movimentação. Aos 57 segundos, o camisa 10 lançou Thiago na área. O toque por cobertura, com capricho, tirou o goleiro Everton da jogada, mas André Gomes salvou quase sobre a linha. 
Renato tentou de longe, e Everton defendeu. Danilo respondeu da mesma forma para o Macaé, e Felipe pegou. Mais ágil e disposto em campo, o Rubro-Negro partiu em busca da vitória e fez pressão. Funcionou. Aos 12, Ronaldinho cobrou escanteio na segunda trave, e Jean cabeceou sem ângulo pelo lado direito. André Gomes tentou salvar, mas colocou para dentro: 1 a 0. Festa para o zagueiro, que anunciou a aposentadoria para o fim de 2012. Gol para colocar o time na liderança da chave.
O Macaé empatou com Bruno Luiz, dois minutos depois, mas a arbitragem marcou impedimento. Bill e Danilo desafiaram Felipe, mas o goleiro parou ambos. Foi com um bonito chute colocado que Thiago Neves quase ampliou, aos 17. A bola bateu nas duas traves e não entrou.
Thiago fez o time jogar mais e melhor. Ronaldinho, que havia feito um bom primeiro tempo, deu algumas boas arrancadas e distribuiu bons passes. O Flamengo, no entanto, não soube definir o resultado e deu brechas. O Macaé encontrou o atalho. Aos 33, Robson chutou, Felipe deu rebote, e o atacante Hyantony, sem qualquer marcação, completou de cabeça para o gol vazio: 1 a 1. 
Faltava força ao Rubro-Negro para reagir. O Macaé, por pouco, não conseguiu virar. Felipe fez boa defesa em chute cruzado de André Gomes. A chance de vencer, no entanto, voltou a surgir. Aos 47 minutos, o árbitro marcou pênalti de Marcos sobre Diego Maurício. Ronaldinho, como sempre, pegou a bola para cobrar. Apoio dos companheiros, da torcida, 49 minutos no cronômetro. O chute, no entanto, se perdeu sobre a meta de Everton. Ele também erra. O Fla-Flu, que não ocorreu na final da Taça Guanabara por um tropeço tricolor, está marcado: domingo, 24 de abril.    
FLAMENGO 1 X 1 MACAÉ
Felipe, Galhardo (Fernando), Jean, Angelim e Rodrigo Alvim; Maldonado, Fierro, Renato e Bottinelli (Thiago Neves); Ronaldinho e Deivid (Diego Maurício).Everton, Johnatan (Marcos), Eduardo Luiz, Ciro e Bill; Gedeil, Osmar, André Gomes e Danilo; Robson e Bruno Luiz (Hyantony).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.Técnico: Toninho Andrade.
Gols: Jean, aos 12, e Hyantony, aos 33 do segundo tempo.
Cartões amarelos: Maldonado, Felipe e Fierro (Flamengo); Bruno Luiz e Marcos (Macaé).
Estádio: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda/RJ. Data: 17/04/2011.Árbitro: Philip Georg Bennett. Auxiliares: Luiz Cláudio Regazone e Diogo Carvalho Silva. Público pagante: 3534. Público presente: 5330.Renda: R$ 61.420, 00

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br