26 de mai de 2011

Esportes: Vasco vence o Avaí e está na final da Copa do Brasil

Fonte: O Dia Online


Florianópolis - Com uma atuação impecável, o Vasco manteve vivo o sonho de acabar com o jejum de oito anos sem conquistas na elite do futebol e faturar o título inédito da Copa do Brasil. A vaga na final foi garantida ontem, com uma vitória por 2 a 0 sobre o Avaí, na Ressacada, na partida de volta das semifinais. O adversário na decisão será o Coritiba, que derrotou o Ceará por 1 a 0, no Couto Pereira. Os jogos da decisão serão disputados no dia 1º e 8 de junho (a ordem do mando de campo será sorteada hoje). 

Precisando vencer ou empatar por pelo menos dois gols para chegar à final, o Vasco abriu o placar logo aos três minutos: Felipe cobrou falta na área, e Revson, de cabeça, marcou contra. Logo em seguida, outra boa chance, num chute cruzado de Eder Luis, que parou em boa defesa do goleiro Renan.

Do outro lado, Fernando Prass apareceu aos 17, quando Julinho recebeu na esquerda e pegou de primeira. O Vasco voltou a assustar aos 22, quando Allan recebeu de Alecsandro e chutou cruzado. Renan defendeu pé e, ao tentar rebote, Diego Souza caiu pedindo pênalti, mas o árbitro mandou seguir. 

O segundo gol por pouco não saiu aos 27, quando Alecsandro recebeu de Eder Luis na pequena área, mas mandou para fora, perdendo grande chance. Renan continuou tendotrabalho: aos 30, ele fez boa defesa numa bomba de Eder Luis. 

Quatro minutos depois, o goleiro do Avaí não evitou um lindo gol de Diego Souza, que recebeubelo passe de Alecsandro e tocou por cima de Renan. O Avaí poderia ter descontado antes do intervalo, com um chute de Julinho, que acertou a trave. 

Com os dois gols marcados pelo Vasco no primeiro tempo, o Avaí precisava virar a partida e partiu para cima, deixando espaços: aos nove minutos, Diego Souza quase marcou o terceiro, após uma bela jogada, mandando na trave.

Logo em seguida, o técnico Ricardo Gomes tirou Eder Luis, machucado, para a entrada de Bernardo. Aos 13, outra bola na trave, dessa vez num chute de Ramon. O Avaí poderia ter descontado com Estrada, aos 26, mas Dedé apareceu para fazer o corte e salvar o Vasco.

Já no finzinho, aos 38, Alecsandro chegou a comemorar um gol, mas o juiz errou ao anular e marcar impedimento no lance. Mas a vitória e a vaga na final já estavam garantidas.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br