23 de mai de 2011

A Seleção é logo ali, Ronaldinho

Fonte: O Dia Online


Parreira diz que astro, elogiado por Júnior, Celso Roth e Andrade, começa a cavar lugar na Copa de 2014

POR VITOR MACHADO
Rio - Ronaldinho não foi convocado por Mano Menezes, mas, para Carlos Alberto Parreira, o camisa 10 da Gávea começou a cavar um lugar na Seleção. E, com isso, entra na concorrência para estar na Copa de 2014, no Brasil, embora Zagallo mantenha a sua visão de que o jogador não pode mais vestir a Amarelinha. 

Tetra em 1994, nos Estados Unidos, Parreira levou o Ronaldinho para o Mundial de 2006, na Alemanha, quando todos esperavam que o craque colocasse a competição no bolso. O astro, porém, decepcionou. No entanto, o treinador daquela ocasião ainda acredita na magia da estrela rubro-negra.

“Ninguém esquece o futebol. Falta ele manter a regularidade. Esse é o nível dele, quem conhece sabe. É um fora de série, tem reconhecimento internacional. Acho interessante a Seleção contar com um jogador deste nível em 2014, mas tem que ser esse Ronaldinho. Assim, com uma atuação dessas, ele começa a cavar um lugar na Seleção”, analisou Parreira, com autoridade.


Ídolo da torcida do Flamengo, Júnior viu na atuação de gala de Ronaldinho a confirmação do que ele esperava do craque. O ex-jogador e hoje comentarista sabe bem o que é ter que se readaptar ao futebol brasileiro, depois de muitas temporadas na Europa. Em 1989, retornou à Gávea depois de seis anos na Itália. 

“Eu já esperava isso dele. Estou falando há tempos que mais cedo ou mais tarde ele ia se recuperar. Para mim não foi surpresa. As pessoas foram muito açodadas ao avaliá-lo. É o processo natural de quem volta depois de 10 anos fora. Está no prazo normal de 60 a 90 dias”, disse Júnior.

O técnico Celso Roth, que lançou Ronaldinho no Grêmio, também mantém a sua crença no craque: “Acho que ele tem potencial para voltar a ser o que foi. O importante para o Ronaldinho é estar feliz. Quando está, produz. Todos sabemos o que ele pode fazer”.

Para Andrade, a atuação de sexta pode ser o estímulo que Ronaldinho precisava: “Quem sabe agora ele não pega confiança para deslanchar de vez”.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br