29 de jun de 2011

Câmeras de prédio vizinho mostram suspeitos de assaltar filho de ministro

Fonte: G1 Rio de Janeiro

Suspeitos aproveitaram portão que estava aberto e entraram, diz polícia. 

Foram levadas joias avaliadas, de acordo com vítima, em R$ 200 mil.


Do G1 RJ
A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (28) as imagens do circuito interno de TV do prédio ao lado do edifício onde fica o apartamento de Alexandre Jobim, filho do ministro da Defesa Nelson Jobim. A residência, que fica em Ipanema, na Zona Sul do Rio, foi assaltada no domingo (26). As imagens mostram dois suspeitos passando em frente ao prédio vizinho. Em um determinado momento, eles voltam a passar pelo imóvel, mas correndo.
De acordo com o delegado da Delegacia de Roubos e Furtos, Fábio Asty, o assalto aconteceu de forma aleatória. “Eles não escolheram, aproveitaram a oportunidade. Alguém deixou o portão do edifício aberto e eles entraram”, explicou o delegado.

Ainda segundo Asty, para fugir os suspeitos pularam o muro do prédio assaltado e seguiram a pé pela Avenida Vieira Souto, em direção ao Arpoador, também na Zona Sul.
Para o delegado, a divulgação das imagens das câmeras de segurança vai ajudar a localizar os assaltantes. “Eles são daquela área”, disse o delegado.
Segundo a polícia, os homens roubaram R$ 500 em dinheiro e várias joias entre braceletes, cordões e pulseiras, avaliadas, de acordo com a família, em cerca de R$ 200 mil. O delegado informou ainda que as pessoas que compram joias no mercado negro também estão cometendo crime. “Quem comprar essas joias poderá ser indiciado por receptação”, disse ele. A pena para esse tipo de crime varia de um a quatro anos de prisão.
Suspeitos agiram de forma agressiva
O assalto aconteceu por volta das 12h30 de domingo (26). Segundo Asty, os suspeitos aproveitaram que o portão estava aberto e entraram no pátio do edifício. Para ter acesso ao espaço onde ficam os elevadores, a dupla ainda forçou uma porta de vidro e conseguiu entrar. No elevador, eles aguardaram até que uma vítima entrasse, informou o delegado.
Para praticar o assalto os suspeitos usaram dois revólveres. De acordo com o delegado, eles chegaram a agredir a esposa de Alexandre Jobim. Ela, no entanto, preferiu não fazer exame de corpo de delito, disse Asty.
Alexandre Jobim, a esposa, a babá e seu filho de três anos foram obrigados a entrar no banheiro. Entretanto, os suspeitos não conseguiram fechar a porta do cômodo. Eles, então, pediram as chaves da portaria e fugiram sem deixar a família trancada, detalhou Asty. A ação dos assaltantes não durou mais que 20 minutos.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br