16 de abr de 2011

Mulher se interna para dar à luz com os documentos da amiga, a quem pretendia entregar a filha


Fonte: O Extra Online

Vânia Duarte foi detida por dar entrada em hospital com nome falso. / Foto: Marcelo Theobald / Extra
Luana Trindade
O parto de uma menina no Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na última terça-feira, seria normal não fosse por um detalhe: Vânia Duarte de Castro, de 19 anos, internou-se usando documentos falsos, com o nome da amiga Jacqueline de Souza Pereira, de 28 anos. O objetivo, segundo a amiga, era torná-la mãe da menina, tão logo Vânia tivesse alta.
— Não tenho condições de criar a menina porque já tenho uma filha de dois anos — explicou Vânia na 33ª DP (Realengo), alegando que não pretendia entregar a filha totalmente para Jacqueline:
— Eu ia ajudar a cuidar.

O acerto teria sido feito há três meses, quando as duas foram apresentadas por uma amiga. Jacqueline foi quem convenceu Vânia a não interromper a gravidez.
Beneficiária do Bolsa Família e sustentada pelos biscates do marido, Jacqueline já tem três filhos — dois meninos e uma menina —, mas queria ter outra garota, pois, segundo ela, a filha pedia uma irmãzinha.
Foi a intervenção da avó de Vânia, Maria José Duarte, que desfez a farsa. Ao procurar pela neta no hospital, uma funcionária descobriu que a jovem estava internada com o nome de Jacqueline e avisou a polícia. Segundo o delegado titular da 33ª DP, José Rezende, a criança foi colocada sob tutela, para que seja decidido com quem ela ficará. O delegado pediu a prisão preventiva da dupla por falsidade ideológica e falsificação de documentos.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br