5 de abr de 2011

Seu Bolso: Piso pode ser definido hoje

Fonte: O Dia Online


Deputados votam 89 emendas que afetam salários de 2 milhões de trabalhadores no Rio

POR AURÉLIO GIMENEZ
Rio - Hoje à tarde, na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), começa a ser definido de que forma será concedido o reajuste salarial, nos próximos quatro anos, para cerca 2 milhões detrabalhadores da iniciativa privada em todo o estado. Além das emendas propondo o índice de correção para o piso regional de 2011, os deputados vão apreciar e votar propostas que incluem novas categorias profissionais nas faixas salariais e mecanismos de correção para os anos de 2012 a 2015.

A grande expectativa, porém, continua a ser quanto ao percentual de reajuste, já que o impacto afeta a folha de pagamento das empresas e o orçamento das donas de casa em maio — a validade do piso é retroativa a 1º de janeiro. Patrões terão que pagar três meses de diferenças (veja tabela).

Se for acolhida a mensagem do governo, índice de 6,86%, as diferenças acumuladas vão de R$ 113,91, para a faixa 1 (trabalhadores rurais), até R$ 305,64, na faixa 9 (trabalhadores de Nível Superior). Mas se a escolha for a a Emenda 1 — índice de 11,36% proposto pelos trabalhadores —, as diferenças sobem para R$ 188,58 (faixa 1) até R$ 505,95 (faixa 9).
Com o objetivo de melhorar a oferta do governo para os trabalhadores, os deputados apresentaram 89 emendas ao projeto de lei. O presidente da Comissão de Trabalho da Alerj, deputado Ricardo Abrão (PDT), apresentou proposta com um índice de 9,86%, considerado um meio termo entre os projetos do Executivo e das centrais sindicais.
TRABALHADORES BATEM PÉ

Representante da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Bartholomeu França diz que trabalhadores não abrem mão dos 11,36% de aumento. Insistem, ainda, na inclusão de novas categorias profissionais nas faixas salariais.

Conheça algumas emendas:
PROPOSTA DE 11,36%
Reajuste linear de 11,36% para as nove faixas.

PROPOSTA DE 9,86%
Reajuste linear de 9,86% para as nove faixas.

6,86% E SEIS FAIXAS
Mantém o índice de 6,86%, mas reduz de nove para seis as faixas salariais, aumentando ainda mais o piso de algumas categorias.

11,36% E SEIS FAIXAS
Reajuste de 11,36%, mais redução de faixas, elevando o piso de determinadas categorias.

9,86% E SEIS FAIXAS
Reajuste de 9,86%, mais redução de faixas salariais.

MUDANÇAS NA FAIXA 9
Inclui na faixa 9: enfermeiros, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e secretária executiva.

MUDANÇAS NA FAIXA 7
Inclui todas as carreiras de Nível Técnico na faixa 7.

INPC, PIB, MAIS 3% 
Cria mecanismo de reajuste para os anos de 2012 a 2015 com base na variação do INPC do ano anterior, mais o PIB e mais 3%.

FUSÃO NA FAIXA 2
Elimina a faixa dos trabalhadores rurais, aglutinando-os a faixa 2.

MUDANÇAS NA FAIXA 9
Transfere os professores primários para a faixa 9 (R$ 1.586,49).

SERVIDORES NA 5
Inclui servidores públicos estaduais na faixa 5 (R$ 690,46).

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br