5 de abr de 2011

Transportes: Passageiros reclamam de vagões superlotados no metrô do Rio

Fonte: G1 / RJ


Usuários também falam sobre a falta de banheiros nas estações.
Metrô Rio alega atraso em cronograma; novos trens só em dezembro.

Do RJTV
Milhares de passageiros que necessitam do metrô como meio de transporte para chegar ao trabalho enfrentam uma rotina bem difícil no Rio. Quase um ano e meio depois de inaugurada, a ligação direta da Pavuna a Zona Sul não resolveu os problemas de superlotação. A concessionária responsável pelo transporte, a Metrô Rio, informou que novos trens só devem chegar da China no fim do ano.
Antes das portas dos vagões se abrirem, dezenas de pessoas já iniciam uma competição em busca dos melhores lugares. Em poucos segundos, os trens ficam cheios.
“Todo mundo passa por cima de você, já perdi meu óculos e machuquei meu joelho. Pagar R$ 3,10 eu acho um absurdo, porque não tem conforto e você anda espremido”, contou uma passageira.

A cada estação que o trem para, mas pessoas entram. Nos metrôs, falta lugar até para segurar, e é preciso improvisar. Passageiros também reclamam da falta de banheiros nas estações e do ar-condicionado ineficiente nos dias mais quentes.
“Como trabalhadora, eu me sinto maltratada”, desabafa uma passageira.
Em dezembro de 2009, quando a conexão direta entre a Pavuna e a Zona Sul foi criada houve muito tumulto. A concessionária afirmava que faria ajustes na operação, mas admitia que a situação só iria melhorar de fato com a chegada de 19 novos trens fabricados na China. Mas a concessionária diz que houve atraso no cronograma e que eles só devem chegar a partir de dezembro de 2011.
No fim do ano passado, o governo do estado encaminhou um ofício a Agetransp pedindo que a agência reguladora multasse o metrô. Segundo o governo, pelo contrato de renovação assinado em 2007, os novos trens deveriam ter começado a chegar em agosto de 2010.
“Sem dúvida nenhuma que estamos muito desconfortáveis com esse descumprimento da Metrô Rio e estamos pedimos um vigor máximo a Agetransp. É indesculpável o que o Metrô fez em relação a essa obrigação do contrato”, disse o Secretário de Estado Chefe da Casa Civil, Régis Fichtner.
O Metrô Rio informou que precisou fazer mudanças no projeto, e por isso, mudou o prazo. Segundo a Agetransp, o processo desse caso foi aberto em dezembro e poderá ser julgado na semana que vem

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br