31 de mai de 2011

Ressaca deixa rastro de sujeira e destruição

Fonte: O Dia Online


Onda gigante vira barco e mata pescador. Orla de Niterói é quebrada, e areia invade a do Rio

POR DIOGO DIAS
Rio - A ressaca que atingiu o litoral fluminense no fim de semana provocou destruição nas orlas do Rio de Janeiro e Niterói e matou um pescador. Ondas de até três metros transformaram os calçadões em imensas faixas de areia. A água do mar invadiu garagens de prédios em Niterói e interditou oito quiosques na Zona Sul carioca. O pescador, identificado apenas como Rogério, navegava rumo a Macaé quando a embarcação virou, domingo de madrugada, próximo a Maricá, na Região dos Lagos. Dois colegas conseguiram nadar até a praia. Rogério e outro pescador foram resgatados após 8 horas no mar. Ele não resistiu e morreu a caminho do hospital, em Saquarema.



Em Niterói, a ressaca destruiu muros da orla e escadas de acesso à areia na Praia das Flechas. O trânsito foi bloqueado para retirada de concreto, pedaços de madeira e ferro retorcido. As ondas invadiram os prédios. No ateliê do artista plástico Rafael Vicente, a água estragou dez quadros. Na Região Oceânica, a praia de Itacoatiara foi interditada aos banhistas.
Foto: Severino Silva / Agência O Dia
Calçada da Praia das Flechas foi totalmente destruída. Obras que seriam iniciadas em três meses no local serão antecipadas | Foto: Severino Silva / Agência O Dia
Em Copacabana, oito quiosques foram invadidos pelo mar. Foi preciso usar bomba para retirar a água que deixou submersos cozinhas, depósito e escritório. “Não há condição nenhuma de trabalhar e nem previsão para reabrir”, comentou Willian Barbosa, 22 anos, caixa do quiosque Rainbow.


Ciclone passa, mas frio fica



A ressaca foi causada por um ciclone extratropical, que chegou junto com frente fria na sexta-feira. Segundo o Climatempo, o tempo melhora, mas a temperatura continua baixa por causa de massa de ar polar. A temperatura varia de 14 a 26 graus.



Segundo o meteorologista Lúcio de Souza, do Inmet, o ciclone se afasta do Rio, mas nova frente fria deve chegar sábado, com mais chuva. A ressaca só deve acabar amanhã, segundo o Centro de Hidrografia da Marinha. 

Sufoco para limpar asfalto invadido por água e areia



Garis tiveram muito trabalho, ontem, para limpar os calçadões. No Rio, pelo menos 120 toneladas de areia foram retiradas de Copacabana, Ipanema e Leblon. Em Niterói, cerca de 200 toneladas de areia, pedra e asfalto foram recolhidas na orla das praias das Flechas, Boa Viagem, Icaraí e São Francisco. 



O prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira, esteve nos locais mais atingidos para avaliar os estragos. Ele informou que o alargamento da rua localizada ao longo da Praia das Flechas, no Ingá, já estava previsto no cronograma do Projeto Bairros. As obras que seriam iniciadas em três meses serão antecipadas. Além da recuperação da orla, será feito o alargamento da rua e a construção de ciclovia.

Colaborou Maria Luísa Barros

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br