27 de jul de 2011

Casal preso após golpe não queria pagar R$ 1.600 por álbum de fotos

Fonte: G1 Rio de Janeiro


Mãe já tem passagem por estelionato e namorado, pela Lei Maria da Penha.
Ele foi autuado por roubo qualificado e ela também por estelionato.

Alba Valéria Mendonça

Do G1 RJ
O casal preso após simular um assaltopara não pagar o álbum de formatura do ensino médio da filha pode pegar até 10 anos de prisão. O álbum custava R$ 1.600 e os dois foram presos na segunda-feira (25). De acordo com a delegada Adriana Belém, da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), o casal tentou dar um golpe.
“Por conta disso, vão pagar muito mais caro e não vão ter o álbum de fotos. Os dois vão responder pelo crime de roubo, que dá de 4 a 10 anos de prisão. A mãe ainda pode pegar uma pena maior, já que também foi autuada por estelionato por ter tentado registrar o falso assalto. Ela pode pegar mais de 1 a 4 anos de detenção”, explicou a delegada.

A fotógrafa Cristiane de Freitas, que também teve a bolsa roubada, contou que ficou chocada e que jamais imaginaria que uma mãe fosse capaz de cometer um crime por causa de um álbum de fotos.
“Se ela tivesse conversado, de repente para melhorar o preço, a gente até conversava. Mas chegar a esse ponto? ", lamentou a fotógrafa.
De acordo com a delegada, o casal, que ainda está na 42ª DP, deve ser transferido ainda nesta terça-feira (26) para carceragens da Polinter. A mãe já tem anotação criminal por estelionato na área de Campinho, no subúrbio, e o companheiro dela já foi enquadrado uma vez na Lei Maria da Penha, por violência doméstica.
Presos em flagrante
O casal foi preso na Estrada dos Bandeirantes, no Recreio, na Zona Oeste. Segundo informações do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes), a mulher marcou de pegar o material com a fotógrafa na região.
No momento em que a mulher estava recebendo o álbum, um homem, que estava em um carro, roubou o material e a bolsa das duas. Pedestres que passavam pelo local chamaram policiais que faziam patrulhamento de rotina na região e conseguiram prender o suspeito.
Ainda de acordo com a polícia, a mulher e a fotógrafa foram até a delegacia para registrar o roubo e já estavam indo embora, quando os policiais militares chegaram com um suspeito de roubo que tinham acabado de prender.  A mulher, assustada decidiu confessar que conhecia o ladrão e que eles simularam o roubo para não pagar o álbum de fotos. 
Ainda de acordo com a polícia, no carro do suspeito foi encontrado um documento de um policial militar. O preso é filho de um PM reformado, trabalha como segurança e havia passado no concurso para entrar na Polícia Militar.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br