25 de mai de 2011

Caçada via satélite a ônibus que burlam a lei

Fonte: O Dia Online


Detro usa GPS para localizar coletivos proibidos de circular, mas que rodam em trajetos intermunicipais. Empresas que ignoram fiscalização podem perder linhas

POR FRANCISCO EDSON ALVES
Rio - O Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio (Detro) está usando tecnologia via satélite para caçar nas ruas ônibus intermunicipais legalizados que insistem em circular com problemas. Empresas estavam ignorando a ordem dos fiscais — de recolher os veículos às garagens, consertá-los e só voltar a rodar após vistoria —, colocando em risco passageiros, motoristas e cobradores.
Foto: Uanderson Fernandes / Agência O Dia
A usuária Zeny descansava no assento do cobrador de ônibus da Rio Ita: motorista era obrigado a dar troco | Foto: Uanderson Fernandes / Agência O Dia
A fiscalização high tech começou há duas semanas. Só nesse período, coletivos das empresas 1001, Vera Cruz, Rio Ita e Ponte Coberta que estavam irregulares e deveriam estar parados foram flagrados nas ruas. O GPS, instalado em todos os 8.300 ônibus e 562 vans intermunicipais, avisa a localização exata do coletivo. Fiscais são avisados e saem para “laçar” o veículo. Alguns são enviados para depósitos públicos e não mais para o pátio das viações.

“Esses ônibus apreendidos não poderiam voltar a fazer seus trajetos sem vistoria do Detro, que constata se as irregularidades foram extintas”, explicou o diretor técnico-operacional do Detro, João Cassimiro. A movimentação da frota é vigiada por centro de controle na sede do órgão, no Centro do Rio.

Em 16 de março, por exemplo, o ônibus LKX-3329, da Viação Vera Cruz, foi multado em R$ 945 por rodar com limpador direito do para-brisas com defeito e encaminhado à garagem. No dia 17 deste mês, graças ao GPS, ele foi interceptado na R. Francisco Dantas, em Jacarepaguá, sem os reparos exigidos para voltar a circular. “Nessa situação, a multa é dobrada. Dependendo do número de reincidências, as linhas podem ser cassadas”, advertiu. “Agora, temos controle absoluto. Não vamos mais ser enganados”, afirmou o presidente do Detro, Rogério Onofre.

Ontem, mais 8 veículos foram rebocados. Um da Rio Ita (Praça 15-Venda das Pedras) estava sem cobrador, função acumulada pelo motorista. No assento de quem devia dar o troco estava uma passageira, a aposentada Zeny de Souza, 72: “Estou descansando. Cansei de esperar no ponto”.


Confira o ranking das piores viações

AS MAIS REBOCADAS
- 1001 (117 vezes); Rio Ita (60); Fagundes (36); Mauá (35); Transmil (33); Amparo (32); Rio Minho (30); Mangaratiba (28) e Reginas (23).

AS MAIS MULTADAS
- 1001 (234 vezes), Rio Ita (164), Fagundes (71), Mauá (64), Rio Minho (53), Transmil (46), Coesa (41), Mangaratiba (39), Reginas (38) e ABC S/A (33). A soma das infrações é de R$ 1,3 milhão.

CAMPEÃS DE QUEIXAS
- Rio Ita (212), Amparo (199), 1001 (161)

Número 1 de queixas e 450 mil usuários

O Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado (Setrerj) alegou que a Rio Ita sempre vai estar em evidência quanto à problemas, por ser uma das maiores viações, com 900 ônibus e 450 mil usuários por dia.

Em nota, a Federação das Empresas de Transporte (Fetranspor), por sua vez, afirmou que orienta suas associadas a operar dentro da lei. “Elas (viações) procuram oferecer um padrão de qualidade, com limpeza, manutenção preventiva e corretiva e carros reservas, mas distorções e desvios ocorrem e precisam ser checados. Estamos encaminhando as observações feitas pelo Detro para que elas possam se pronunciar”, diz o texto.

Nenhum comentário:

BlogBlogs.Com.Br